Links de Acesso

Movimentos Querem Compromisso do Futuro Governo


Movimentos Querem Compromisso do Futuro Governo

Movimentos Querem Compromisso do Futuro Governo

<a href="http://www.voanews.com/portuguese/news/special-reports/politics/Elecoes-Brasil-2010-103951788.html"> http://media.voanews.com/images/brazil-elections-480.jpg

A pouco mais de 10 dias das eleições brasileiras, movimentos negros destacam a necessidade dos futuros governantes brasileiros investirem em políticas muito mais amplas para reversão do atual quadro de discriminação e exclusão da população afrodescendente no país.

Para representantes do Movimento Negro Unificado (MNU), os oitos anos de governo do presidente Lula representaram melhorias para o segmento. No entanto, ainda é preciso muito mais para a construção de um projeto político que realmente contemple as necessidades dos negros no Brasil, que já representam 55% da população.

A coordenadora nacional do MNU, Vanda Pinedo, é enfática ao afirmar que os afrodescendentes ainda vivem à margem da sociedade no país que mais conta com negros, fora da África. Pinedo reclama da falta de políticas voltadas para a melhoria da situação econômica e de moradia dos afrodescendentes, assim como programas voltados para os problemas específicos da mulher e do jovem negro no Brasil. A coordenadora do MNU critica ainda a invisibilidade do segmento na política brasileira e aponta o racismo como a principal causa, por exemplo, da alta taxa de desemprego entre os afrodescendentes.

Os movimentos cobram do futuro governo brasileiro compromisso com políticas de liberdade, independência e autonomia da população negra no Brasil. Eles pedem o real compromisso brasileiro com acordos internacionais, como a Convenção 169, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), e a Conferência de Durban, de 2001, que prevê a eliminação de todas as formas de discriminação racial.

Planos de governo

Os planos de governos dos presidenciáveis brasileiros, entregues junto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mencionam de forma genérica as propostas para a população negra. Entre os três mais bem colocados nas pesquisas, está a afrodescendente Marina Silva (PV). A candidata traz no documento o compromisso com as políticas de igualdade racial, defendendo, em especial, o reforço das cotas para negros nas universidades.

O candidato José Serra (PSDB) não aponta propostas para os negros no programa de governo entregue ao TSE. Dilma Rousseff (PT) promete dar continuidade ao trabalho do presidente Lula reforçando políticas de promoção da igualdade racial. A candidata também menciona a necessidade de ações para acabar com a violência policial, exercida, sobretudo, contra pobres, jovens e negros.

XS
SM
MD
LG