Links de Acesso

Caça bombardeiro angolano despenha-se perto do Lubango

  • Teodoro Albano

Caças bombardeiros Sukhoi SU-22, idênticos ao que se despenhou, quinta-feira, no Lubango.

Caças bombardeiros Sukhoi SU-22, idênticos ao que se despenhou, quinta-feira, no Lubango.

Estão por apurar as causas do acidente

Um caça-bombardeiro SU-22 da Força Aérea Nacional despenhou-se na manhã de quinta-feira nos arredores da cidade do Lubango, quando efectuava exercícios militares.

Eram precisamente 10h23 quando o avião, de fabrico soviético (russo) se despenhou no bairro do Mutundo depois de ter descolado da base aérea do Lubango 18 minutos antes para o também denominado voo de prova.

A aeronave de matrícula C-510 acabou completamente destruída e matou seu único ocupante, o piloto, tenente-coronel de patente, António José Firmino, mais conhecido por Murrai nos círculos castrenses.

Segundo uma fonte da Voz da América, o piloto pertencente a base aérea da Catumbela na província de Benguela, se preparava para efectuar o seu terceiro voo de exercícios militares, iniciados segunda-feira passada.

Por se apurar estão as causas do acidente embora uma fonte da Força Aérea Nacional tenha avançado a possibilidade de falhas no motor que terão sido comunicadas pelo piloto à torre do controlo antes do acidente.

Até a altura deste despacho não havia nenhuma informação oficial. Para apurar os factos a Voz da América sabe que foi aberto um inquérito.

António José Firmino “Murrai” era o chefe da primeira esquadra de aviação na base aérea da Catumbela. Era apontado por outro lado como um dos mais experimentados pilotos da Força Aérea Nacional.

XS
SM
MD
LG