Links de Acesso

Guiné-Bissau: Chefe da Armada diz que está para ficar


Guiné-Bissau: Chefe da Armada diz que está para ficar

Guiné-Bissau: Chefe da Armada diz que está para ficar

Bubo na Tchutu negou que a sua exoneração estivesse iminente e que se opunha ao actual governo.

O chefe do estado maior da armada da Guiné-Bissau, contra-almirante Bubo na Tchutu, negou através do seu advogado que a sua exoneração estivesse iminente e que se opunha ao actual governo.

Nos últimos tempos têm-se multiplicado alegações de envolvimento do chefe de estado-maior da armada guineense nos diferentes assuntos políticos ou de índole militar no país.

Falou-se na eventualidade da sua exoneração, de ser um dos principais obstáculos ao processo da reforma nas Forcas Armadas e há até quem diga que Bubu Na Tchutu seria um dos apoiantes as manifestações políticas da oposição.

São rumores que preocupam Bubo Na Tchutu, que hoje, através do seu advogado, Joãozinho Vieira Co, decidiu quebrar o silêncio.

Este causídico, pondo em causa informações de alguma imprensa nacional e estrangeira, afirma que Bubo Na Tchutu não representa nenhuma contradição do processo da reforma em curso no sector da defesa.

Para o advogado de Bubo na Tchutu, o chefe de estado-maior da armada guineense continua a merecer a confiança das autoridades civis e militares, isto em resposta às notícias, segundo as quais a sua exoneração estaria iminente.

Ouça a reportagem do Lassana Cassamá.

XS
SM
MD
LG