Links de Acesso

Diminuiu Número de Imigrantes Ilegais nos Estados Unidos

  • Paulo Oliveira

Diminuiu Número de Imigrantes Ilegais nos Estados Unidos

Diminuiu Número de Imigrantes Ilegais nos Estados Unidos

O Centro Hispânico Pew revelou que o número de imigrantes ilegais nos Estados Unidos diminuiu devido a uma maior actividade policial e à situação da economia norte americana.

O estado de Nevada assistiu à maior descida onde os imigrantes – legais e ilegais – debatem-se com as dificuldades da economia.

Numa igreja de língua espanhola num dos subúrbios de Las Vegas, os residentes que enfrentam dificuldades económicas recebem artigos de mercearia grátis.

O índice de desemprego em Las Vegas é de quase 15 por cento, ou seja mais cinco pontos do que a média nacional.

O colapso do mercado da habitação é uma das razões, já que muitos imigrantes que vieram para a construção civil encontram-se sem trabalho. O mesmo acontece com outros que trabalhavam nos casinos da cidade.

A perda de postos de trabalho tem sido particularmente difícil para os imigrantes ilegais, que tinham sido atraídos pela outrora por uma economia forte.

Stephen Brown, director do Centro para a Pesquisa Empresarial e a Economia na Universidade de Nevada, em Las Vegas, afirma que os trabalhadores da construção civil com frequência transferem-se para outros estados norte americanos na procura de emprego.

“Infelizmente para as pessoas do sector, a situação é fraca em todo o país. Não se trata apenas no sector da construção de Nevada”.

O Centro Hispânico Pew destaca a descida no número de imigrantes ilegais nos Estados Unidos – quase um milhão no ano passado, de um total de 12 milhões em 2007.

Las Vegas viu uma descida de cinquenta mil pessoas.

O director adjunto do Centro Hispânico Pew Mark Hugo Lopez sublinha que a perda de postos de trabalho no sector da construção desencorajou muitos potenciais imigrantes ilegais.

“É possível que o reforço da fronteira, com maiores dificuldades na travessia, tornou a passagem mais difícil. São estas as razoes por que muita gente tenha decidido não vir para os Estados Unidos”.

John Tuman, o sub director do Centro de Estudos Latino Americanos da Universidade de Nevada considera que a maioria dos imigrantes ilegais nos Estados Unidos não possui qualificações.

Tuman acrescenta que estes imigrantes trabalhavam em restaurantes, hotéis e na construção de habitações, com frequência mudando após terem obtido experiencia.

As medidas de fronteira tornou mais difícil a entrada e quase 400 mil imigrantes ilegais foram deportados em 2009, na sua maioria para o México.

XS
SM
MD
LG