Links de Acesso

Comércio não vence nos Jogos Africanos


Muito público, pouco negócio

Muito público, pouco negócio

Comerciantes e taxistas dizem que jogos não produziram melhores rendimentos.

Os Jogos Africanos a decorrerem no Maputo não têm provocado uma grande modificação de rendimentos nos comerciantes do Maputo

Os vendedores da feira do artesanato da cidade do Maputo estão a ressentir-se da fraca adesão de turistas para a aquisição dos seus trabalhos, como era a sua maior expectativa com a realização dos décimos jogos africanos na capital do país.

Nesta feira, localizada bem no alto da cidade do Maputo vende-se de tudo um pouco. Desde pinturas de arte a esculturas de madeira diversa, representando a arte cultural de diversas áreas do país

Há escassos dias do fim dos décimos jogos africanos, os feirantes continuam à espera de melhores dias para o seu negócio, uma vez que, contrariamente ao que era a sua expectativa, os turistas continuam a escassear.

Ao nível das principais praças de taxi do centro da cidade, o cenário continua o mesmo. Os a generalidade dos taxistas diz que a festa continental dos chamados “Jogos Olímpicos de África” não trouxeram nada de novo para as suas receitas.

Com o fim das provas de algumas modalidades, quer os feirantes do mercado de artesanato, quer os taxistas, esperam que as delegações tenham por estes dias algum tempo para fazer turismo e para compra de algumas recordações.

"Estavamos á espera de poder facturar com os jogos mas até agora tudo na mesma," disse um taxista.

Ouça a reportagem do William Mapote com entrevistas a comerciantes e taxistas.


XS
SM
MD
LG