Links de Acesso

Manifestantes de Luanda acusados de "ofensas corporais"


Manifestantes de Luanda acusados de "ofensas corporais"

Manifestantes de Luanda acusados de "ofensas corporais"

Advogado diz não ter sido informado pela procuradoria das acusações.

Os 21 manifestantes que compareceram Terça-feira em tribunal em Luanda foram acusados de "ofensas corporais".

Os acusados froam presos no fim de semana após confrontos com a polícia durante uma manifestação anti-governamental.

A sessão foi marcada também pelo facto dos advogados não terem sido formalmente informados das acusações pela procuradoria.

Um dos advogados, William Tonnet, disse ter ficado surpreendido com a mudanças das acusações anunciada pelo tribunal e não pela acusação.


"O tribunal é que disse que estava afastada a hipótese de qualquer aspecto relacionado com a manifestação e que eles vinham indiciados de crime de ofensas corporais," disse Tonnet.


"Ficou no entanto por se saber quem eram os ofendidos e quem eram os agressores," acrescentou Tonnet que disse ainda que o o tribunal se tinha mostrado "incompetente" para responder a essa questão.


O tribunal tinha no entanto rejeitado um pedido dos advogados para a libertação dos presos em função da "incapacidade do prprio tribunal se pronunciar devido a alguma imprudencia processual".

Apenas dois dos presos tinham sido libertados.

Alguns dos presos compareceram em tribunal com sinais evidentes de terem sido espancados, disse Tonnet.

Esses ferimentos haviam sido recebidos durante os recontros com a polícia no fim de semana e não na prisão.

Os presos deverão comparecer de novo em tribunalainda esta semana

Ouça a entrevista carregando na barra azul no topo.

Escute tambem a reportagem de manifestação de familiares e amigos à porta do tribunal e as reacções de organizações de direitos humanos e da sociedade civil

XS
SM
MD
LG