Links de Acesso

EUA Doam Bilião de Dólares a Moçambique

  • Francisco Júnior

EUA Doam Bilião de Dólares a Moçambique

EUA Doam Bilião de Dólares a Moçambique

Fundos vão ser usados no combate à SIDA durante umperíodo de quatro anos. Há cerca d1 1.600.000 pessoas infectadas com o HIV em Moçambique

Reduzir o número de novas infecções pelo HIV-SIDA, melhorar o acesso dos serviços de tratamento da doença a adultos e crianças, garantir cuidados e apoio à mulher grávida, adultos e crianças infectadas e afectadas, fortalecer a resposta multi-sectorial à pandemia.
Estes os objectivos gerais que se pretende alcançar com o acordo assinado na tarde desta segunda-feira.
Um acordo celebrado no quadro de uma parceria de apoio à implementação da resposta nacional de Moçambique ao HIV-SIDA e que é feito pelo governo norte-americano através do Programa de Emergência do Presidente dos Estados Unidos da América para o alívio ao SIDA, conhecido pela sigla PEPFAR.
O PEPFAR existe desde 2003 e ao abrigo desse compromisso, a administração norte-americana já disponibilizou mais de seiscentos milhões de dólares americanos a Moçambique.
E como o programa está a ter resultados positivos, Moçambique tem estado a receber mais dinheiro do que o previsto, como confirma Lisa Nelson, Directora para Moçambique do Centro Norte-Americano de Prevenção e Controlo de Doenças, (Ouça as declaraÇões de Lisa Nelson)
A Directora para Moçambique do Centro Norte-Americano de Prevenção e Controlo de Doenças, falava a jornalistas, em Maputo, momentos após a Embaixadora Norte-Americana, Leslie Rowe, ter assinado um acordo com o Ministro Moçambicano dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Oldemiro Balói.
Acordo ao abrigo do qual o governo dos Estados Unidos se compromete a disponibilizar a Moçambique, duzentos e cinquenta milhões de dólares, por ano, até 2014.
Dinheiro para ajudar o país a prevenir e combater o HIV/SIDA.
Ao discursar na cerimónia, a Embaixadora Norte-Americana disse que as autoridades do seu país estão satisfeitas com o impacto dos programas que estão a apoiar, em Moçambique.
E Leslie Rowe afirmou esperar que o executivo de Maputo possa avançar com a meta de atribuir pelo menos quinze por cento do Orçamento Geral do Estado para a área da saúde. (Ouça as declarações da embaixadora americana)
o Chefe da Diplomacia Moçambicana também discursou.Oldemiro Balói agradeceu tudo o que a Administração Obama está a fazer.(Ouça as suas declarações)
Pelo acordo os norte-americanos se comprometem a disponibilizar mais de um bilião de dólares americanos, nos próximos cinco anos, para programas de prevenção e combate ao HIV/SIDA.
SIDA que afecta, neste momento, mais de um milhão e seiscentos mil moçambicanos, sendo a taxa de sero-prevalência estimada em 15 por cento.
Tud isto num país onde acontecem, todos os dias, entre trezentas e quarenta a quatrocentas e cinquenta novas infecções, por HIV.

XS
SM
MD
LG