Links de Acesso

Malanje - menos mortes por malária

  • Isaías Soares

Mosquitos adultos

Mosquitos adultos

Mosquiteiros, pulverização e saneamento básico

A província de Malanje registou uma redução de 43 mortes por malária no primeiro semestre deste ano, anunciou o supervisor do referido programa na região, Mayala António.

O especialista confirmou que em igual período do ano passado foram notificados mais de 88.570 casos positivos confirmados, contra os 64.801 deste ano.

“Podemos dizer que a diferença que nós tivermos no ano 2011, com relação a 2010 temos uma redução de casos positivos de 23.769. No ano passado nós tivemos um total de óbitos de 237 confirmado por malária, mas em 2011 nós tivemos 194 casos confirmados por malária”

Mayala António disse que a utilização de mosquiteiros impregnados por parte da população, a participação das mulheres nas consultas pré-natal com o tratamento intermitente da malária, pulverização intra e extra-domiciliar e o saneamento básico são algumas das medidas que contribuem para a redução da patologia em toda a circunscrição.

Os habitantes dos municípios de Cangandala e de Cacuso estão a beneficiar de mosquiteiros, um projecto da Direcção Provincial de Saúde com a entrega porta-a-porta, em parceria com a ONG Afriker.

“Onde está se fazer uma distribuição de mosquiteiros casa-casa, segundo o agregado familiar de cada casa, a média é de dois mosquiteiros por cada casa”.

Em Julho último 24 médicos expatriados, que trabalham nos hospitais locais, participam num seminário sobre gestão de casos de malária, uma promoção da empresa de consultoria de gestão e administração em saúde (Consaude).

O ciclo biológico do parasita no hospedeiro, a fisiopatologia da malária, normas da nova política de tratamento da malária, estratégia de intervenção, quadro clínico da malária simples, diagnóstico diferencial, prevenção e tratamento da doença na gestante foram entre outros temas ministrados na formação que durou cinco dias.

XS
SM
MD
LG