Links de Acesso

Cinquenta e seis por cento da população angolana em estado de pobreza

  • Faustino Diogo

Cinquenta e seis por cento da população angolana em estado de pobreza

Cinquenta e seis por cento da população angolana em estado de pobreza

Morrem 220 crianças por cada mil nascidas

Cinquenta e seis por cento da população angolana vive em estado de pobreza segundo um estudo apresentado ontem em Luanda pela Universidade Católica de Angola (UCAN)

A obra do Centro de Estudos e Investigação Científica da UCAN intitulada “Pobreza Água e Saneamento Básico” é o resultado de vários trabalhos desenvolvidos pela Universidade na avaliação de indicares sociais da população.

De acordo com Nelson Pestana Bonavena, autor do estudo, a situação da pobreza no país alterou-se com o fim da guerra, mas o crescimento económico não se reflectiu de forma homogénea, fazendo com que muitas pessoas caíssem para a extrema pobreza.

Nelson Pestana Bonavena disse também que apenas 20 por cento da população angolana tem acesso ao saneamento básico e que 58 por cento não tem acesso a água potável.

Esta situação tem contribuído para elevada taxa de mortalidade infantil que se regista no país onde morrem 220 crianças por cada mil nascidas.

Nelson Pestana Bonavena e os dados do estudo “Pobreza Água e Saneamento Básico”, apresentado em Luanda pela Universidade Católica de Angola.

XS
SM
MD
LG