Links de Acesso

Jornalistas guineenses discutem lei de imprensa


Porto das canoas,Bissau

Porto das canoas,Bissau

A reunião magna dos jornalistas acontece seis anos depois da unificação de então quatro organizações representativas da classe, em 2005, que na altura se juntaram num único sindicato, que hoje congrega mais de 200 delegados naquilo que é o seu primeiro congresso.

A reunião magna dos jornalistas acontece seis anos depois da unificação de então quatro organizações representativas da classe, em 2005, que na altura se juntaram num único sindicato, que hoje congrega mais de 200 delegados naquilo que é o seu primeiro congresso. Durante este encontro de três dias, devendo culminar com eleição de novos corpos sociais, os jornalistas e técnicos da comunicação social vão analisar vários pacotes legislativos, recentemente aprovados na generalidade pelo parlamento guineense. São legislações, nomeadamente Conceito da Imprensa, o mesmo dizer a Lei sobre a Liberdade de Imprensa, assim como a Lei sobre Rádio, Televisão e a media escrita, que irão merecer um grande debate no meio dos congressistas, que ainda discutem a Convenção Colectiva da União dos Jornalistas da África Ocidente e o Código de Conduta Eleitoral para os Jornalistas e Órgãos da Comunicação Social na Guiné-Bissau. E justamente, a respeito do conteúdo das leis que regulam o sector da Comunicação Social no país.

XS
SM
MD
LG