Links de Acesso

Ruy, a Literatura Antropologica


Os Papéis do Inglês, de Ruy Duarte de Carvalho

Os Papéis do Inglês, de Ruy Duarte de Carvalho

“O homem ainda estava cheio de vida. O que vai ser de nós escritores, Meu Deus?” foi assim que a escritora moçambicana Paulina Chiziane reagiu ao anúncio da morte, ontem, de Ruy Duarte de Carvalho, escritor, cineasta e antropólogo angolano, em sua casa em Swakopmund, na Namíbia.

Ungulani Baka Kossa disse que a morte de Ruy Duarte de Carvalho se sentirá durante muito tempo em Angola.

Nascido em Santarém, Portugal, Ruy foi viver para Angola, ainda criança, acompanhando o pai descrito como um aventureiro português caçador de elefantes, com quem percorre o deserto do Namibe. Foi regente agrícola e criador de ovelhas. Estudou cinema em Londres e doutorou-se em antropologia em Paris. A tese de doutoramento foi sobre os pescadores da Ilha de Luanda. Nos anos de 80 tornou-se cidadão angolano.

Escreveu mais de 15 livros, desde novelas a colecções de pequenas histórias e poemas. A primeira publicação chamava-se “Chão de Oferta” e foi dado à estampa em 1972. O último livro foi “A Terceira Metade” em 2009.

John Bella, jovem escritor angolano, falou com a VOA sobre as razoes que nos levam a considerar Ruy Duarte de Carvalho um dos maiores nomes da literatura de língua portuguesa.

XS
SM
MD
LG