Links de Acesso

Pré-candidatos Republicanos realizam o primeiro debate


Pré-candidatos presidenciais, Mitt Romney, Michele Bachmann, y Tim Pawlenty, em Iowa

Pré-candidatos presidenciais, Mitt Romney, Michele Bachmann, y Tim Pawlenty, em Iowa

Aspirantes à Casa Branca fazem do presidente Obama o inimigo do povo e a crise económica um mal menor

Os pré-candidatos republicanos às presidenciais de 2012 reuniram-se no Estado do Iowa num debate onde cada um deve testar a sua popularidade entre os eleitores.

Meses de debates políticos sobre o tecto da dívida seguido da degradação da cotação dos Estados Unidos e a volatilidade da Wall Street na última semana, dominaram este debate presidencial republicano em Ames no Estado do Iowa sobre a recuperação económica.

O show foi transmitido ontem a noite pela cadeia de Televisão Fox News. O antigo governador do Estado de Massachusetts Mitt Romney, até então considerado de favorito na corrida para nomeação, responsabilizou o presidente Obama pela crise económica dos Estados Unidos.

“ A coisa mais importante que vamos falar esta noite é como fazer para que o presidente Obama possa ser substituído por alguém que saiba como voltar a pôr a economia no seu melhor. É isso que anda a volta deste debate e é o que os americanos querem ouvir.”

Mitt Romney tinha como adversários na plateia o governador do Minnesota Tim Pawlenty, o antigo presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich, o homem de negócios Herman Cain, o antigo Senador Rick Santorum, o congressista do Texas Ron Paul e a congressista do Minnesota Michelle Bachmann.

“Acabamos de ouvir da Standards and Poors. Quando eles degradaram a nossa cotação o que disseram é que não temos a capacidade para pagar as nossas dívidas. É esta a ultima palavra que disseram. E fui certa na minha posição. Não devíamos ter aumentado o tecto da dívida.”

Alguns dos outros tópicos discutidos durante o debate de duas horas incluiu a visão desses pré-candidatos sobre a lei de reforma do sector da saúde e a execução da política de guerra contra o terrorismo.

A questão acerca do desenvolvimento por Irão de arma nuclear também foi levantada e criou um aceso debate entre alguns dos participantes.

O debate de ontem abre as perspectivas para uma escolha futura, mas não definiu para já as linhas claras de vantagens entre os demais concorrentes.

A procuradora judicial de Des Moines e antiga candidata a Tesouraria do Estado de Iowa, Joan Bolin que nas eleições de 2008 apoiou o candidato John McCain, diz a propósito, que ainda não decidiu quem deverá apoiar nessas eleições a ter lugar no próximo ano.

“Penso que um dos problemas que temos é que perdemos basicamente o apoio da classe média. Temos perdido muitos dos moderados. Sou uma moderada, então não vês? Temos perdido os moderados e são eles na realidade que fazem a força”

Enquanto muitos eleitores republicanos dão sinais de insatisfação com a actual lista de candidatos à presidência, as entradas na corrida do governador Rick Perry do Texas e do antigo presidente da Camara de Nova Iorque, Rudy Giuliani poderá dar à esses insatisfeitos novas opções de voto durante a eleições primárias.

XS
SM
MD
LG