Links de Acesso

Guiné-Bissau: presidente mantém primeiro-ministro em funções


Primeiro Ministro Carlos Gomes Junior

Primeiro Ministro Carlos Gomes Junior

Não é desta que o presidente da República, Malam Bacai Sanhá , vai demitir o primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, conforme a exigência da oposição que, há três semanas, tem promovido marchas com vista a este propósito.

Não é desta que o presidente da República, Malam Bacai Sanhá , vai demitir o primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, conforme a exigência da oposição que, há três semanas, tem promovido marchas com vista a este propósito. Em comunicado emitido hoje e lido pelo porta-voz da Presidência, Agnelo Regala, o chefe de Estado guineense considera “não existirem elementos bastantes que indiciem a grave crise política e social e que ponha em causa o normal funcionamento das instituições da República”:

Malam Bacai Sanhá adia a aspiração da oposição e disse não haver razões suficientes para demitir Carlos Gomes Júnior. Todavia, reafirma a sua determinação no combate à impunidade, à corrupção e na garantia da realização da justiça, mas sempre no respeito do consagrado princípio da separação de poderes. Isto, numa clara alusão às mortes ocorridas no país nos últimos três anos. Aliás, a respeito, o presidente guineense sublinha que tudo fará para que seja feita luz sobre os “ignóbeis” assassinatos de Março e Junho de 2009.

E justamente sobre a atitude política do presidente Bacai Sanha, eis a reacção do primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, visivelmente mais confortável, apelando a oposição ao diálogo:

Palavras de Carlos Gomes Júnior à saída do encontro com o presidente da República que o decidiu manter em funções face aos protestos da oposição.

XS
SM
MD
LG