Links de Acesso

Guiné-Bissau: Nova manifestação exige demissão de Gomes Júnior


Carlos Gomes Júnior

Carlos Gomes Júnior

Foi a terceira manifestação de rua em duas semanas com a oposição continuando a exigir a demissão do primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior.

Na Guiné-Bissau realizou-se hoje a terceira manifestação de rua em duas semanas com a oposição continuando a exigir a demissão do primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior.

Desta vez, o carácter inédito e político da marcha assenta no facto de ter sido organizada na presença do chefe de estado guineense, Malam Bacai Sanha, tanto assim que a passeata culminou na Presidência da Republica, onde apelaram à demissão do primeiro-ministro.

A propósito, Ibraim Sory Djalo teceu duras criticas ao primeiro-ministro guineense. O vice-presidente do PRS considera que a reforma em curso no sector da defesa e segurança Armadas visa tão-somente excluir uma etnia das Forcas Armadas:

A denominada oposição democrática adverte ainda que jamais vai sair à rua e que esta é a última manifestação para exigir a exoneração do primeiro-ministro e que cabe ao presidente da república tomar a decisão sobre a matéria.

Entretanto, ontem numa reunião com os quadros técnicos do seu partido, Carlos Gomes Júnior, presidente do PAIGC e chefe do governo, manifestou-se, pela primeira vez, disposto a enfrentar a justiça, isto é se for convocado.

Ouça a reportagem do Lassana Cassamá.

XS
SM
MD
LG