Links de Acesso

São Tomé: Efeitos de campanha podem determinar o caracter da coabitação política


Patrice Trovoada, primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe em campanha eleitoral (Arquivo)

Patrice Trovoada, primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe em campanha eleitoral (Arquivo)

Apesar das incertezas politicas, o futuro presidente pode ter um bom relacionamento com o governo - reconhece Toni Aguiar

Em São Tomé, as eleições presidenciais deste Domingo estão a levantar incertezas sobre o futuro do governo.

Embora os candidatos estejam a defender a estabilidade política e o bom relacionamento com o executivo, o futuro do governo e de algumas políticas de governação é ainda assim incerto.

Começa a haver duvidas sobre o relacionamento no futuro entre aquele que for eleito e o executivo no caso de não serem da mesma cor partidária.

A entrada em campanha do primeiro-ministro Patrice Trovoada a favor do candidato do seu partido, Evaristo Carvalho resultou em críticas dos seus opositores que evocaram uma possível responsabilização política do executivo.

Para analisar o ambiente político e falar das possíveis crispações futuras a VOA ouviu o comentador politico Santomense, Toni Aguiar, que considera que não deverá haver grandes alterações do quadro político por causa das limitações constitucionais.

Toni Aguiar desvaloriza também a participação do Primeiro-ministro Patrice Trovoada na campanha eleitoral e diz tratar-se de um acto democrático e comum em vários países.

Ouça a análise do analista político santomense no segmento sonoro à entrada desta página.

XS
SM
MD
LG