Links de Acesso

Mundo Precisa Actualizar-se Sobre Angola


Marco Peter Paula de Almeida, jovem empresario angolano

Marco Peter Paula de Almeida, jovem empresario angolano

Marco Almeida, é director comercial da empresa Octomar-Serviços Marítimos Ltda. Em Angola, espera que o seu país e toda a África alcancem um protagonismo maior nos Estados Unidos graças a atenção gerada pelo Fórum do Presidente Obama com Jovens Líderes Africanos que decorre em Washington de 3-5 de Agosto.

A falta de conhecimento sobre Angola está a ferir as oportunidades de negócios do país com as empresas Americanas, diz Almeida. “A maioria das empresas Americanas não querem arriscar investindo em África,” disse ao America.gov durante um intervalo do primeiro dia do fórum. “Angola, especialmente, não é muito conhecida nos E.U.A.”

O Fórum congrega mais de 110 delegados de 46 países do continente Africano. Inclui um encontro com o Presidente Obama, bem como oportunidades para trocar ideias para transformar a África nos próximos 50 anos.

Numa declaração, a Casa Branca diz que o fórum “cria uma oportunidade para que o Governo dos Estados Unidos e os amigos Americanos de África aprofundem e fortaleçam o entendimento sobre as trajectórias das sociedades Africanas, e reflictam sobre como a próxima geração está a construir as suas comunidades e os futuros das suas nações.” Os temas centrais são o fortalecimento da juventude, boa governação e oportunidade económica.

Almeida diz acreditar que os 30 anos de guerra civil em Angola ainda estão na consciência de muitas pessoas em todo o mundo, embora tenha terminada há cerca de 10 anos. O activista de 31 anos, com 10 anos de experiência de trabalho no sector de petróleos e diamantes, disse que “conhecer Angola ajudaria os E.U.A. a cooperar melhor connosco.”

Contudo, a longa guerra dificultou Angola, reconheceu. “Nós precisamos tudo para construir o nosso país,” disse. “Temos falta de um sistema de irrigação adequado. Temos falta de um sistema de saúde adequado que chegue a todas as pessoas. Embora tenhamos um país grande, nós não temos muita gente; somos cerca de 16 milhões de pessoas.”

Almeida disse que Angola é o segundo maior exportador de petróleo da África Subsariana, e o grande desafio que o país enfrenta é traduzir a riqueza proveniente das receitas petrolíferas para melhorar a vida quotidiana das pessoas.

Ele disse esperar que o fórum lhe proporcione mais informações sobre como melhorar a base económica de Angola. “Estou mais interessado nas questões sobre o acesso do uso de capital, basicamente tudo que tem que ver com a criação de empregos,” disse Almeida.

A Octomar-Serviços Marítimos Ltda., fornece serviços marinhos integrados aos clientes dos campos petrolíferos.

XS
SM
MD
LG