Links de Acesso

Pinto da Costa volta a ser acusado de crimes de sangue

  • Óscar Medeiros

Pinto da Costa volta a ser acusado de crimes de sangue

Pinto da Costa volta a ser acusado de crimes de sangue

A comissão eleitoral nacional não gostou

Aquece a campanha eleitoral para as eleições presidenciais de domingo em S. Tomé e Príncipe. O candidato Pinto da Costa volta a ser acusado de ser responsável por crimes de sangue durante o período em que foi líder do regime de partido único.

São depoimentos como este do cidadão São-Tomense Albertino Neto, uma das vítimas da tortura do regime do partido único que estão na origem da polémica.

A comissão eleitoral nacional não gostou, exige o cumprimento das regras e ameaçou suspender o tempo de antena do candidato Evaristo Carvalho.

Prontamente o candidato Manuel Pinto da Costa aplaudiu o aviso da comissão eleitoral nacional.

Para o candidato Evaristo Carvalho recordar o passado e o regime do partido único não é ataque pessoal.

Levy Nazaré, secretário-geral do ADI, partido político do candidato Evaristo Carvalho também reagiu ao comunicado da comissão eleitoral nacional.

Enquanto isso a polícia nacional anunciou esta tarde o reforço da segurança em todo o país de modo a prevenir qualquer acto que possa por em causa a tranquilidade do processo eleitoral.

XS
SM
MD
LG