Links de Acesso

Angola: UNITA apresenta manifesto eleitoral na província da Huíla

  • Teodoro Albano

Apoiantes da UNITA durante uma manifestação em Luanda,a 19 de Maio de 2012 (Arquivo)

Responsáveis partidários receiam que haja pouca segurança durante a votação

UNITA apresenta manifesto eleitoral

No acto de apresentação das linhas que vão orientar a proposta de programa de governo da UNITA a ser submetido a votação dos eleitores a 31 de Agosto, Adalberto Costa Júnior, responsável sénior do Galo Negro manifestou-se preocupado com a segurança do voto.

Adalberto Costa Júnior disse que apesar do aumento da consciência política e cívica dos cidadãos, a falta de garantia de segurança do voto, pode retirar lisura ao processo.

Para garantir segurança no voto, Adalberto Costa Júnior, apelou a mobilização dos cidadãos na fiscalização do processo eleitoral.

“E nós vamos ter as populações angolanas a votar e feito o seu exercício de voto a permanecerem na proximidade dos espaços onde se vai votar para garantirem a segurança do voto, porque neste nosso país este ciclo não está garantido. Não temos infelizmente a garantia de que o voto que vai ser depositado nas urnas vai ser contabilizado, que os fiscais vão ter a cópia da acta que não vai faltar a luz que não vamos ter eleições acrescidas para além de um dia e todas estas questões acrescidas a outras que nós vamos aqui citar.”

O acto inicialmente previsto para o anfiteatro da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, no Lubango, acabou realizado no parque da cultura, graças admitiu a própria UNITA a intervenção do governador da Huíla.

“ Na Universidade Mandume nos foi dito que para solicitar o ginásio é preciso autorização da ministra do ensino superior. Neste espaço em que nos encontramos foi necessária a intervenção de sua excelência o senhor governador da província, enfim este país está mesmo a caminhar torto” afirmou Amélia Judite, Secretária da UNITA na província da Huíla.

XS
SM
MD
LG