Links de Acesso

"Jogos De Guerra" Estados Unidos - Coreia do Sul

  • Paulo Oliveira

Decorrem no mar do Japão, os maiores exercícios militares conjuntos realizados pelos Estados Unidos e a Coreia do Sul. Estas manobras foram convocadas em resposta ao afundamento pela Coreia do Norte de uma unidade naval sul coreana, um incidente em que em Março passado morreram 46 marinheiros.

Durante o segundo dia das manobras com os mares mantiveram-se calmos e os céus sem nuvens, aparelhos F-18 Hornet, participaram num exercício de fogo real, tendo e pela primeira vez participado o caça mais avançado da marinha norte americana, o F-22 Raptor.

Nos mares uma vintena de unidades navais dos Estados Unidos e da Coreia do Sul, não se aproximaram a menos de 200 quilómetros para sul da fronteira marítima com a Coreia do Norte.

No centro de comando do porta-aviões George Washington, o capitão-de-fragata Peter Walczak referiu que o exercício é semelhante ao que decorrer por rotina naquela unidade, com excepção da componente de treino com forças sul coreanas.

”A única precaução extra é o facto de estarmos com maior observação ao que se passa na zona. Um pouco de mais sensibilidade às informações de segurança. No navio, os aparelhos voam conforme o previsto”.

O grupo tarefa encontra-se sob o comando do Contra Almirante Dan Cloyd, denomina o exercício de natureza puramente defensiva e sem qualquer razão para que a Coreia do Norte seja provocadora.

“A nossa intensão é a melhoria das capacidades de defesa em áreas como a guerra anti submarina, defesa aérea e guerra contra unidades de superfície”.

A Coreia do Norte nega responsabilidade pelo afundamento, a 26 de Março, no mar Amarelo da unidade sul coreana. O incidente provocou a escalada de tensão na península coreana que nesta terça feira celebra os 57 anos do armistício que pôs termo à Guerra na Coreia. As duas partes ainda não assinaram um tratado de paz.

XS
SM
MD
LG