Links de Acesso

Liderança de Samakuva contestada no interior da UNITA


Isaías Samakuva durante comício da UNITA em Cangandala

Isaías Samakuva durante comício da UNITA em Cangandala

Grupo de notáveis subscreveu carta aberta pedindo ao líder da UNITA que se afaste.

A UNITA, o maior partido da oposição em Angola, está a atravessar um momento difícil com algumas das suas facções questionando a actual liderança.

De facto, o seu líder, Isaías Samakuva está a sofrer grandes pressões internas para convocar o congresso de renovação de mandatos, mas, para já, Samakuva não avançou com qualquer data para a sua realização mantendo-se agarrado ao poder.

Um grupo de notáveis da UNITA pediu a Samakuva que se afaste.

A propósito desta luta interna no sei o da UNITA falamos com o docente e jornalista Celso Mavulumeque que nos salientou a possibilidade da actual situação poder vir a fragilizar ainda mais a já de si débil oposição angolana.

Quanto ao analista Pedro Caparacata, os maus resultados das eleições de 2008 causaram profundas fissuras na estrutura da UNITA que estão na origem dos actuais problemas.

Segundo aquele analista o maior partido da oposição angolana corre o risco de dividir-se em pequenas parcelas perdendo assim a sua relevância.

Ouça a mesa redonda sobre o futuro da UNITA moderada pelo Panguinho de Oliveira.

XS
SM
MD
LG