Links de Acesso

Angola: Transparência de registo eleitoral preocupa partidos

  • Faustino Diogo

Líder da UNITA, Isaias Samakuva, exercendo direito de voto em 2008

Líder da UNITA, Isaias Samakuva, exercendo direito de voto em 2008

A falta de independência e isenção do processo que termina no final deste ano é uma das preocupações da UNITA.

Os partidos políticos em Angola estão preocupados com a transparência do processo de actualização do registo eleitoral que arranca na próxima semana no país.

O plano de actividades foi apresentado ontem pela Comissão Interministerial para o Processo Eleitoral.

A maior novidade neste processo, que vai culminar com as primeiras eleições gerais em Angola previstas para o próximo ano, é a possibilidade dos eleitores escolherem o local onde pretendem votar.

A falta de independência e isenção do processo que termina no final deste ano é uma das preocupações da UNITA, maior partido da oposição em Angola.

A actualização geral do registo visa recensear os cidadãos que completam 18 anos até finais de Dezembro de 2011 com vista a actualizar a base de dados do registo eleitoral e a elaboração dos cadernos eleitorais.

Ouça a reportagem do Faustino Diogo.

XS
SM
MD
LG