Links de Acesso

MPLA acusado de não querer debate público do pacote eleitoral


MPLA acusado de não querer debate público do pacote eleitoral

MPLA acusado de não querer debate público do pacote eleitoral

Oposição acusa MPLA de qurer legalizar a fraude

A plataforma dos Partidos da Oposição Civil de Angola manifestou-se contra a não discussão pública do chamado pacote legislativo eleitoral e contestou a proposta feita pelo partido no poder, MPLA.

O líder desta agremiação política, Manuel Fernandes disse à VOA ser “bastante perigosa” a maneira como o MPLA quer realizar este debate sem a participação de todos os partidos, com ou sem assento no parlamento.

Manuel Fernandes falava por altura do encerramento, em Luanda, de um workshop sobre modelos de organização e de gestão eleitoral, promovido pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

“Se pacote sobre a comunicação Social e sobre a Lei do Código Penal estão a ser amplamente discutidos por vários estratos da sociedade, porquê restringir o debate do pacote eleitoral à Assembleia Nacional e aos partidos políticos com assento parlamentar”, interrogou-se Manuel Fernandes.

O político diz-se solidário com a proposta da realização de um fórum multipartidário para se debater o assunto.

Quanto à proposta eleitoral do MPLA, Manuel Fernandes precisou que os elementos que constam do mesmo “ visam transformar em lei as tácticas da fraude”.

“Olhando para celeridade da discussão do pacote legislativo e a sua aprovação é fácil perceber que existem interesses inconfessos.”

O pacote legislativo eleitoral vai à discussão e votação na generalidade, durante a III sessão Extraordinária da Assembleia Nacional a ter lugar na próxima terça-feira em Luanda.

XS
SM
MD
LG