Links de Acesso

MPLA acusado de não querer debate público do pacote eleitoral


MPLA acusado de não querer debate público do pacote eleitoral

Oposição acusa MPLA de qurer legalizar a fraude

A plataforma dos Partidos da Oposição Civil de Angola manifestou-se contra a não discussão pública do chamado pacote legislativo eleitoral e contestou a proposta feita pelo partido no poder, MPLA.

O líder desta agremiação política, Manuel Fernandes disse à VOA ser “bastante perigosa” a maneira como o MPLA quer realizar este debate sem a participação de todos os partidos, com ou sem assento no parlamento.

Manuel Fernandes falava por altura do encerramento, em Luanda, de um workshop sobre modelos de organização e de gestão eleitoral, promovido pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

“Se pacote sobre a comunicação Social e sobre a Lei do Código Penal estão a ser amplamente discutidos por vários estratos da sociedade, porquê restringir o debate do pacote eleitoral à Assembleia Nacional e aos partidos políticos com assento parlamentar”, interrogou-se Manuel Fernandes.

O político diz-se solidário com a proposta da realização de um fórum multipartidário para se debater o assunto.

Quanto à proposta eleitoral do MPLA, Manuel Fernandes precisou que os elementos que constam do mesmo “ visam transformar em lei as tácticas da fraude”.

“Olhando para celeridade da discussão do pacote legislativo e a sua aprovação é fácil perceber que existem interesses inconfessos.”

O pacote legislativo eleitoral vai à discussão e votação na generalidade, durante a III sessão Extraordinária da Assembleia Nacional a ter lugar na próxima terça-feira em Luanda.

XS
SM
MD
LG