Links de Acesso

Líder da UNITA pede fim da exclusão social dos jovens

  • António Capalandanda

Líder da UNITA pede fim da exclusão social dos jovens

Líder da UNITA pede fim da exclusão social dos jovens

Isaías Samakuva falava durante reunião da organização juvenil da UNITA, em Benguela

Isaías Samakuva presidente do maior partido na oposição angolana UNITA considera que a mudança do país depende do grau da consciência política da juventude.

O político que falava em Benguela, durante um comissão que marcou o encerramento da reunião da comissão nacional da organização juvenil JURA, disse que as autoridades angolanas procuram instalar a cultura do medo para manter a exclusão social e politica da juventude, alegando que o medo constituiu uma arma de dominação.

De acordo com aquele dirigente partidário, Angola precisa de jovens com coragem, afirmando que UNITA deve ser um instrumento para o combate que transforma a sociedade e sublinhou que “juventude tem de ser a vanguarda desta instituição”.

“O país é nosso, cada um dos
cidadãos tem os mesmos direitos que outros que estão a passar bem a custa dos nossos sacrifícios” afirmou Samakuva, acrescentando que “ se nós não formos conscientes dessa situação, vamos pensar que é uma vida normal”.

Enalteceu ainda o papel heróico desempenhado pela camada juvenil, consentindo grandes sacrifícios e pagando o preço mais alto pela liberdade, deixando claro que hoje a juventude ainda sofre.

Refira-se que a JURA organização juvenil da UNITA completou na passada segunda feira 37 anos de existência.

Ouça a reportagem do António Capalandanda.

XS
SM
MD
LG