Links de Acesso

Angola: MPLA impede fiscalização rigorosa das contas públicas

  • Coque Mukuta

Edifício Atlantico Luanda

Edifício Atlantico Luanda

O presidente do Tribunal de Contas de Portugal defendeu em Luanda a necessidade de se garantir um "controlo muito rigoroso" nas contas públicas.Segundo Guilherme d'Oliveira Martins, que visita Angola a convite do seu homólogo angolano, Julião António, "é indispensável que haja um controlo muito rigoroso da utilização dos dinheiros públicos em nome dos cidadãos."

Angola: MPLA impede fiscalização rigorosa das contas públicas

O presidente do Tribunal de Contas de Portugal defendeu em Luanda a necessidade de se garantir um "controlo muito rigoroso" nas contas públicas.Segundo Guilherme d'Oliveira Martins, que visita Angola a convite do seu homólogo angolano, Julião António, "é indispensável que haja um controlo muito rigoroso da utilização dos dinheiros públicos em nome dos cidadãos", disse.

Para o economista e docente universitário Precioso Domingos a insuficiência na fiscalização das contas públicas regista-se pelo controlo geral da Assembleia Nacional pelo Partido que governa.

Por outro lado o economista angolano aponta a falta de uma contabilidade organizada como obstáculo para outros extractos da sociedade controlarem as contas públicas “ pelo próprio OGE não é possível fiscalizar as contas públicas porque nós não temos uma contabilidade organizada”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG