Links de Acesso

Luanda: Polícia dispersa manifestação de jovens

  • Coque Mukuta

Foto de arquivo

Foto de arquivo

Testemunhas oculares afirmaram à VOA que pelo menos 5 manifestantes ficaram feridos devido à repressão policial.

Polícia dispersa manifestação em Luanda

A polícia angolana dispersou uma manifestações de jovens em Luanda detendo dezenas de pessoas entre as quais o secretário-geral da JURA , a organização juvenil do principal partido da oposição, UNITA.

Testemunhas oculares afirmaram à VOA que pelo menos 5 manifestantes ficaram feridos devido à repressão policial. A manifestação tinha sido convocada pelo movimento juvenil denominado Jovens Unidos da Sociedade Civil. O objectivo era o de protestar contra a recandidatura de José Eduardo dos Santos à presidência da república nas próximas eleições de 31 de Agosto.

Os organizadores queriam também exigir explicações pelo desaparecimento de Isaías Kassule e Alves Kamulingue, cidadãos supostamente raptados por elementos afectos às forças da ordem em finais de Maio durante uma manifestação pública realizada por ex- militares angolanos.

Hugo Kalumbo um dos organizadores e porta-voz do grupo disse à VOA que a marcha visava também chamar a atenção da comunidade internacional para os vários problemas que se vivem no país numa altura em que se preparam as eleições gerais.

Recorde-se que a organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch instou num relatório publicado recentemente o governo angolano a pôr imediatamente termo ao uso da força desnecessária contra manifestantes antigovernamentais pacíficos, defensores dos direitos humanos, jornalistas e políticos da oposição.

A Human Rights Watch também manifestou a sua preocupação com o facto dos meios de comunicação estatais parecerem estar a promover grupos anónimos que incitam à violência contra os manifestantes antigovernamentais.

Para mais pormenores sobre a manifestação de Luanda carregue no botão acima do texto para ouvir a reportagem de Coque Mukuta.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG