Links de Acesso

São Tomé: Sondagens informais apontam para uma segunda-volta

  • Óscar Medeiros

Largo do Museu Nacional na cidade de São Tomé

Largo do Museu Nacional na cidade de São Tomé

Pinto da Costa é dado como favorito em pesquisas de opinão sem base científica

Na recta final para as eleições presidenciais em São Tomé e Príncipe, o candidato Pinto da Costa é dado como o principal favorito - mas as sondagens não são científicas e, em todo o caso, apontam para a necessidade de uma segunda volta.

Pesquisas de opinião de dois jornalistas santomenses confirmam a popularidade do antigo presidente que está a ser acusado pelos seus opositores como responsável pela ditadura dos 15 que se seguiu a independencia em 1975.

Abel Veiga e Felisberto Branco consideram que as pesquisas em causa são no entanto de difíceis de provar por causa de inúmeros candidatos que concorrem as eleições. No estudo de Abel Veiga, Pinto da Costa lidera as intenções de voto seguido de Filinto Costa Alegre um outro candidato independente. A pesquisa de Felisberto Branco coloca-o no entanto no segundo lugar antecedido pelo presidente do MLSTP/PSD, Aurélio Martins.

As duas pesquisas foram realizadas depois do início da campanha eleitoral e demonstram que entre os 10 concorrentes apenas Pinto da Costa (ue não obtem em nenhuma delas a maioria absoluta) tem passagem à segunda volta.

As eleições estão marcadas para domingo..

O correspondente da Voz da América, Óscar Medeiros acompanhou as campanhas dos candidatos Jorge Coelho e Helder Barros, duas figuras sem carisma na corrida presidencial.

Antigo emigrante nos Estados Unidos, Jorge Coelho considera que o país tem potencialidades para garantir o desenvolvimento e melhoria das condições da população. Coelho diz levar aos eleitores a mensagem de mudança positiva e de esperança.

Ouça a reportagem de Óscar Medeiros...

O candidato Helder Barros aposta num discurso pacificador. Antigo ministro das finanças do governo de coligação ADI/PCD, Barros quer fazer valer a sua experiencia de quadro da ONU e aposta na unidade e reconciliação nacional.

A reportagem de Óscar Medeiros...

Até ao Domingo à noite altura da contagem dos votos, vai manter o suspense sobre o candidato vencedor das eleições. De momento os observadores evitam todas as especulações em relação ao favoritismo antecipado dos concorrentes. A hipótese de uma segunda-volta está a ser considerada.

Pesquisas de opinião realizadas pelos jornalistas Felisberto Branco e Abel Veiga também deixam a entender que as eleições não serão resolvidas neste fim-de-semana.

Ouça a reportagem de Sósimo Leal...

XS
SM
MD
LG