Links de Acesso

ONG angolana lança projecto de desminagem em quatro províncias

  • Teodoro Albano

ONG angolana lança projecto de desminagem em quatro províncias

ONG angolana lança projecto de desminagem em quatro províncias

Um projecto de identificação de áreas suspeitas de minas vai ser desenvolvido em quatro províncias angolanas nos próximos dois anos pela organização não governamental, Clube de Jovens.

Um projecto de identificação de áreas suspeitas de minas vai ser desenvolvido em quatro províncias angolanas nos próximos dois anos pela organização não governamental, Clube de Jovens.

O mesmo visa actualizar o banco de dados da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Ajuda Humanitária, CNIDAH, promotora do concurso ganho pela ONG em referência.

O projecto vai abranger as províncias de Cabinda, Namibe, Cunene e Huíla.

O director executivo do Clube de Jovens, Renato Raimundo, disse que o projecto começa a ser executado ainda este mês na província da Huíla:

“ O projecto na província da Huíla dar-se-á início no mês de Julho e as condições logísticas pelo menos cerca de 60 por cento estão criadas. As condições de orçamento já temos a primeira tranche e naturalmente estamos a espera de alguns equipamentos, enquanto nós aguardamos os equipamentos, vamos arrancar já com a primeira actividade que é de realizarmos as revisitas a àquelas áreas que foram identificadas com minas e estão na base de dados do CNIDAH.”

E o chefe do departamento de análise e informação da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Ajuda Humanitária, Manuel Buta, explicou a Voz da América as razões do projecto.

Segundo Manuel Buta, a existência de mais áreas acessíveis no país justifica a necessidade da actualização da base de dados sobre as zonas minadas;

“ Os dados que nós tínhamos anteriormente nós queremos actualizar, porque na altura havia áreas inacessíveis devido as infra-estruturas como estradas, pontes havia áreas que não se foi para lá. Temos essa informação agora queremos actualizar para além daquelas áreas inacessíveis há áreas que não tinha ninguém e não obtivemos essa informação porque não havia mapa dos beligerantes, agora numa situação mais calma não de emergência mas sim de desenvolvimento que o país se encontra, urge actualizarmos isso devido a revisão do plano estratégico que finda já esse ano em 2011.”

Não foram avançados os custos do projecto a ser desenvolvido pelo Clube de Jovens nas quatro províncias angolanas.

O projecto de actualização da base de dados sobre as áreas minadas no país coordenado pela CNIDAH é de âmbito nacional e será desenvolvido por organizações não governamentais locais ou regionais ligadas a acção de minas em Angola.

XS
SM
MD
LG