Links de Acesso

Bispo de Cabinda lamenta a situação política no enclave

  • Teodoro Albano

Bispo de Cabinda lamenta a situação política no enclave

Bispo de Cabinda lamenta a situação política no enclave

Numa visita ao Lubango, D. Filomeno Viera Dias confessa preocupação com incapacidade de diálogo

O bispo da diocese de Cabinda, D. Filomeno Vieira Dias, disse no Lubango lamentar o ambiente que tem marcado a situação política daquela região do norte de Angola.

Instado a comentar as detenções no estrangeiro de activistas dos direitos humanos cabindenses supostamente a mando do regime de Luanda, como a de Agostinho Chicaia, já posto em liberdade, o prelado católico disse que não comentava um caso que tinha ocorrido fora do país.

Bastante reservado em palavras, D. Filomeno Viera Dias mostrou-se entretanto preocupado com aquilo que chamou de incapacidade de diálogo entre as pessoas:

“ Mas para nós é sempre preocupante quando não há capacidade de diálogo e conversação entre as pessoas. Portanto ele foi detido fora de Angola, eu não posso pronunciar-me sobre um facto que ocorreu num outro país, não tenho elementos, é algo que procuramos aprofundar, procuramos saber quais são os motivos, mas não temos elementos sobre isto.”

O bispo da diocese de Cabinda, D. Filomeno Vieira Dias, falando no Lubango à margem da reunião do Comité Permanente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé que testemunhou a celebração dos 50 anos de sacerdócio de D. Zacarias Kamwenho, arcebispo resignatário do Lubango e administrador apostólico do Namibe, comemorado no último sábado na capital da Huíla.

XS
SM
MD
LG