Links de Acesso

Angola: Governo aprova construção de habitações sociais


Angola: Governo aprova construção de habitações sociais

Angola: Governo aprova construção de habitações sociais

A Comissão Permanente do Conselho de Ministros aprovou em Luanda um programa de construção de mais de 150 casas sociais em todos municípios do país.

A Comissão Permanente do Conselho de Ministros aprovou em Luanda um programa de construção de mais de 150 casas sociais em todos municípios do país.

Os governadores provinciais foram chamados à capital do país para participar desta sessão.

O governador do Huambo, Faustino Muteka, disse à rádio estatal angolana que as condições estão criadas para o arranque do programa.

A decisão foi tomada um dia depois do presidente José Eduardo dos Santos ter inaugurado ontem a primeira fase da chamada cidade do Kilamba, um novo centro habitacional situado nos arredores da capital angolana que deverá compreender mais de 20 mil apartamentos.

O projecto global foi concebido para se desenvolver em três fases, com um total de 80 mil apartamentos, numa área de 54 quilómetros quadrados.

Esta nova política habitacional, segundo o executivo, “prevê a construção em todo o país de casas económicas, a autoconstrução dirigida e a construção de casas evolutivas para os cidadãos de menor rendimento, no meio rural e na periferia dos centros urbanos.”

Ainda ontem o executivo declarou em comunicado estarem criadas as condições necessárias para que se dê início à comercialização e venda de fogos habitacionais, comerciais e terrenos para iniciativas diversas.
O Programa Nacional de Urbanismo e Construção está a cargo do Gabinete de Reconstrução Nacional e da Sonangol Imobiliária e Propriedades.

Foi ainda anunciado que o mercado imobiliário de Luanda passou a contar com mais 3.180 novos fogos habitacionais, de um total de 30 mil que serão comercializados até Dezembro de 2012, 40 lojas comerciais de um total de 240 e com milhares de quilómetros quadrados de terrenos para iniciativas diversas, públicas e privadas, na cidade de Kilamba e na vila de Cacuaco.
O executivo afirma ter adoptado como parte integrante do seu Programa Nacional de Urbanismo e Habitação um regime financeiro e de comercialização, que prevê o envolvimento de instituições financeiras, bancárias e não bancárias, nas operações de crédito e de financiamento a longo prazo, como uma das opções para a aquisição de habitação.

XS
SM
MD
LG