Links de Acesso

Mais um elemento da FLEC raptado no Congo-Brazzaville


Afonso Massanga, ministro das Relacoes Exteriores dp governo de Cabinda no exilio.

Afonso Massanga, ministro das Relacoes Exteriores dp governo de Cabinda no exilio.

O comando geral da FLEC-FAC, responsabilizou o governo angolano pela captura no último fim-de-semana de mais um dos seus responsáveis militares na República do Congo-Brazaville.

O comando geral da FLEC-FAC, responsabilizou o governo angolano pela captura no último fim-de-semana de mais um dos seus responsáveis militares na República do Congo-Brazaville.

Informações prestadas à Voz da América pela chefia militar da FLEC confirma a captura no sábado, dia 10 de Julho, do chefe da segurança da guerrilha separatista, João Baptista Júnior Vinagre na região de Ponta Negra por indivíduos afectos às Forças Armadas Angolanas.

Segundo a FLEC, Vinagre foi capturado nos arredores de Ponta Negra por um grupo de quatro militares das FAA, onde se incluíam alguns dissidentes da FLEC.

Aquela figura militar sustenta que a FLEC ja havia denunciado através de informações de familiares próximos que a sua vida corria riscos e que um grupo das forças governamentais havia orquestrado o seu eventual rapto.

A FLEC acusa o Congo-Brazaville de ser conivente no rapto de altas figuras do seu comando a exemplo dos generais Pirilampo e Sabata que desapareceram em circunstâncias estranhas no seu território.

O alto comando da FLEC acusa por outro lado o grupo de Alexandre Tati de estar por detrás dos sucessivos raptos e desaparecimentos das chefias militares leais a N’Zita Tiago.

Desconhece-se entretanto, até ao momento, o paradeiro de João Baptista Vinagre mas a FLEC acusa o governo angolano de o ter transferido para Angola.

A Voz de América tentou sem sucesso ouvir o comando da região militar de Cabinda.

XS
SM
MD
LG