Links de Acesso

Tribunal Constitucional publica lista de partidos e coligações às eleições

  • Agostinho Gayeta

Júlia Ferreira, Porta-Voz da CNE de Angola

Júlia Ferreira, Porta-Voz da CNE de Angola

Comissão Eleitoral dá o próximo passo com o sorteio para o posicionamento no boletim de voto dos partidos concorrentes

Tribunal Constitucional publica lista de partidos às eleições

O Tribunal Constitucional divulgou nesta Sexta-feira a lista definitiva dos partidos políticos e coligações de partidos que vão participar do pleito eleitoral de 31 de Agosto.

Dezoito forças políticas ficam de fora da corrida às eleições gerais em Angola, marcadas para 31 de Agosto. Segundo a lista definitiva divulgada nesta Sexta-feira em Luanda pelo Tribunal Constitucional dos 27 inicialmente inscritos neste órgão, apenas nove candidaturas, perfazendo um total de vinte cinco partidos, cinco dos quais isoladamente e vinte agrupados em coligações participam do pleito de 31 de Agosto;

Foram admitidos na corrida às eleições as forças políticas Movimento Popular de Libertação de Angola_ MPLA, Partido de Renovação Social-PRS, União Nacional para Independência Total de Angola-UNITA, Frente Nacional para Libertação de Angola, FNLA, Partido Popular para o Desenvolvimento-PAPOD, a Convergência Ampla para Salvação de Angola-Coligação Eleitoral-CASA-CE, o Conselho Político da Oposição-CPO, Nova Democracia União Eleitoral-ND e a COLIGAÇÃO Frente Unida para Mudanças de Angola-FUMA…

Rui Ferreira o presidente do Tribunal Constitucional fez a leitura do acórdão.

Após a apreciação dos vários recursos o Tribunal Constitucional decidiu excluir em definitivo da corrida ao pleito deste ano em Angola as formações políticas: PDA, PSD, PREA, MPRSN, MDIA-PCN, PCCA, LUA, CVD, PND, PSA, PDP-ANA, UDNA. Bloco Democrático e Partido Popular.

Estas forças políticas segundo justificou Rui Ferreira, Presidente deste órgão de justiça angolano, não reuniram as condições exigidas por lei, tendo nos seus processos sido detectados factos e situações que configuram condutas condenáveis por lei, entre as quais a falsificação de assinaturas e a repetição de listas de assinatura de apoiantes.

Enquanto isso, o Presidente da CNE Silva Neto reafirmou a marcação para Domingo, 8 de Julho, no centro de Convenções de Talatona em Luanda, o sorteio de posicionamento na lista de voto dos partidos e coligações concorrentes às eleições gerais de Agosto próximo. Uma sessão pública que se espera contar com diversas entidades, entre as quais os mandatários dos partidos políticos aprovados pelo Tribunal Constitucional.

XS
SM
MD
LG