Links de Acesso

Candidatos excluídos entregam reclamação no Tribunal Supremo


Delfim Neves, candidato às presidenciais encontra-se em Portugal onde foi à busca de provas de renúncia de nacionalidade

Delfim Neves, candidato às presidenciais encontra-se em Portugal onde foi à busca de provas de renúncia de nacionalidade

Delfim Neves e Liberato Moniz entregam provas de renúncia de nacionalidade e esperam pelo aval dos juízes

Em São Tomé, foi esta tarde entregue no Supremo Tribunal de Justiça os pedidos de impugnação da decisão Tribunal Constitucional que rejeitou a candidatura de 4 dos 13 concorrentes as eleições presidenciais.

Os mandatários de Delfim Neves e de Liberato Moniz confirmaram terem entregues esta tarde os comprovativos de renúncia de nacionalidade estrangeira de que beneficiavam.

Falando à Voz da América o mandatário de candidatura de Delfim Neves disse que o processo de reclamação submetido ao Tribunal esta tarde contem a prova de renuncia de nacionalidade portuguesa por parte do seu candidato.

Pascoal Daio disse que o presumível candidato Delfim Neves encontra-se actualmente em Lisboa onde chegou durante o fim-de-semana para obter o registo de renúncia de nacionalidade, o mesmo documento que foi entregue hoje no Tribunal de São Tomé.

Quanto ao Liberato Moniz, este disse que também entregou esta tarde na secretaria do Supremo Tribunal o pedido de reclamação à rejeição de sua candidatura as eleições presidenciais pelos juízes do Tribunal Constitucional.

Entretanto, a Voz da América não pôde ate ao momento confirmar através dos tribunais se outros dois candidatos, nomeadamente Gilberto Umbelina e Francisco Rita também fizeram apelo a decisão do Tribunal Constitucional.

A verdade é que a renuncia destas quatro candidaturas pelos juízes está a produzir um misto de reacções quer seja a favor como contra.

O bastonário da ordem dos advogados de STP, Gabriel Costa, considera que os juízes procederam em conformidade com lei.

Ouça o segmento sonoro no início desta página

XS
SM
MD
LG