Links de Acesso

Namibe: UNITA queixa-se ao Conselho Nacional da Comunicação Social

  • Armando Chicoca

O partido do Galo Negro vítima de deturpação e escamoteamento por parte da imprensa publica

Descriminação na imprensa publica local

O Secretário provincial do Partido do galo negro, Vitorino Ndunduma diz basta, a cabala de manipulações e descriminação na imprensa publica local, de que é alvo o seu partido, acção protagonizada, segundo o político, pelos órgãos da comunicação social públicos, nomeadamente a rádio Namibe do grupo Rádio nacional de Angola e a TPA, local.

“Eu neste momento estou a me referir do comportamento da Rádio-Namibe e da TPA-Namibe, porque quando se escamoteia, quando se retira uma vírgula ou um ponto naquilo que se disse, logo, isto significa outra coisa, estamos preocupados com as manipulações na província”, disse, falando da nota de protesto enviada ao Conselho nacional da Comunicação social em Luanda, queixa contra o desempenho dos órgãos públicos locais na óptica da UNITA, na província.

Descontente com o que o político do Galo Negro chamou de abuso de imprensa, a UNITA no Namibe, em nota Nº 10/GAB.S.P.UNITA/NMB/6.6.2012, datada de 7 de Junho de 2012, assinada pelo seu titular, Vitorino Ndunduma, apresenta queixa-se ao Conselho Nacional da Comunicação Social em Luanda, contra a Rádio Namibe e TPA- local, alegando o partido do Galo Negro vítima de deturpação e escamoteamento por parte da imprensa publica local.

A nota do partido do Galo Negro endereçada ao conselho nacional da comunicação social em Luanda, realça por outro lado a falta de verdade, objectividade, rigor, isenção e independência político-partidária, por parte dos órgãos públicos locais, no tratamento de matérias noticiosas em que se intervêm o partido do Galo Negro, na província.

O Secretário Provincial da UNITA no Namibe, Vitorino Ndunduma ao confirmar os factos, alega haver atropelos graves, á lei de imprensa e manipulações propositadas que visam diabolizar a UNITA, na província e criar confusão no seio da população.

Além da queixa apresentada ao Conselho Nacional da Comunicação Social, em Luanda, segundo o Secretário da UNITA, a Direcção Provincial do Namibe da Comunicação Social e a Governadora da Província, Cândida celeste da Silva já foram igualmente comunicados sobre os factos ocorridos.

Ndunduma, defende um tratamento igual a nível dos órgãos da comunicação social públicos, para todos os partidos legalmente constituídos, sem descriminação.

A VOA procurou no entanto ouvir os responsáveis dos órgãos de comunicação social visados, mas sem sucesso.

Uma fonte da Direcção Provincial do Namibe da Comunicação Social garantiu que aquela instância que fiscaliza as políticas da comunicação social na província, já respondeu por escrito, ao partido do galo negro, alegando estar empenhada no esclarecimento os factos levantados.

Admitiu por outro lado que a ser verdade, os factos levantados pelo partido do galo negro, implicará algumas medidas que visem repor a verdade e o respeito pela lei de imprensa vigente em Angola.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG