Links de Acesso

Angola: Polícia dispersa manifestantes com armas de fogo


Manifestação dos veteranos de guerra em Luanda, Angola (Junho 2012)

Manifestação dos veteranos de guerra em Luanda, Angola (Junho 2012)

Há informações de feridos e noticias não confirmadas de dois mortos

Polícia dispersa manifestação a tiro

A polícia angolana fez hoje uso de armas de fogo para dispersar desmobilizados das forças armadas que pretendiam marchar até à presidência da república para exigir pagamento das suas reformas.

Há notícias não confirmadas que duas pessoas teriam sido mortas no tiroteio e outras ficado feridas.

Várias fontes dão conta de pelo menos três feridos.

Um dos manifestantes que por razões óbvias não quis ser identificado disse à Voz da América que o tiroteio ocorreu quando os manifestantes pretendiam marchar até ao palácio da presidência para fazerem ouvir as suas reivindicações.

Os desmobilizados queixam-se de não terem os documentos necessários para poderem receber as suas pensões de reforma enquanto os que têm esses documentos e mesmo conta bancária não recebem os pagamentos devidos.

Depois dos manifestantes terem sido dispersos grupos de desmobilizados dirigiram-se para as embaixadas dos Estados Unidos e França onde as autoridades usaram gás lacrimogéneo para os dispersar.

Interrogado pela razão da marcha em direcção a essas embaixadas o manifestante disse que era sua intensão fazer ouvir as suas reivindicações.

“Aqui em Angola nada é noticiado. O Jornal de Angola não diz o que se passa,” disse.

A conversa como vão ouvir teve que ser interrompida várias vezes devido a patrulhas policiais que tentavam impedir conversas telefónicas e procuravam os manifestantes

O jornalista Coque Mukuta confirmou que os ex-militares se movimentavam em direcção ao palácio presidencial e recordou que na Quinta-feira passada já se tinha realizado uma manifestação em frente ao ministério da defesa para exigir o pagamento das suas pensões.

Uma comissão tinha sido formada para tentar resolver a questão mas não tinha produzido quaisquer resultados.

O manifestante entrevistado pela Voz da América disse que as manifestações não vão parar.

Segundo informação divulgada pela TPA no Jornal da Noite, o governo terá começado a pagar as pensões aos ex-militares.

Ouça a reportagem com as entrevistas carregando na barra azul no topo

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG