Links de Acesso

Guiné-Bissau: Washington anuncia apoio ao governo de transição


Ida à Bissau do diplomata americano poderá forçar muitos países a reverem os seus posicinamentos para com o governo de transição (Foto de arquivo)

Ida à Bissau do diplomata americano poderá forçar muitos países a reverem os seus posicinamentos para com o governo de transição (Foto de arquivo)

Diplomata americano diz que o mais importante é o desenvolvimento do país e os Estados Unidos têm interesse em apoiar os guineenses

Estados Unidos prontos apoiar governo de transição

O chefe de programas da embaixada americana em Dacar reuniu-se hoje em Bissau com o primeiro-ministro Rui de Barros e disse que os Estados Unidos estão dispostos a apoiar quem quer que seja para o bem da Guiné-Bissau.

Russel Hanks disse à imprensa à saída da audiência com o primeiro-ministro de transição, que a sua ida a Bissau inscreve-se nos contactos normais entre os Estados Unidos e todas as partes envolvidas na busca de solução aos problemas actuais e antigos.

O diplomata americano que escusou-se no entanto a revelar o conteúdo das discussões que manteve com o chefe do governo bissau-guineense, sublinhou ser necessário "avançar, que o desenvolvimento do país é o mais importante e que os Estados Unidos estavam interessados pela situação do povo."

Questionado se os Estados Unidos da América estão disponível para trabalhar com o governo de transição, Hanks disse que estavam dispostos a trabalhar com qualquer pessoa que queira avançar os interesses do povo bissau-guineense.

Ouça o extrato da entrevista de Russel Hanks no link sonoro desta página...

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG