Links de Acesso

Moçambique: Polícia prende rede de raptores

  • William Mapote

A capital dos raptos - Maputo

A capital dos raptos - Maputo

Mais de 20 pessoas identificadas como ligadas aos raptos. resgates são depositados em contas na Nigéria

Raptores indiciados

O Ministério do Interior de Moçambique anunciou ter detido vários indivíduos alegadamente responsáveis pela onda de sequestros a empresários de origem asiática , que têm abalado a capital moçambicana

Sem revelar nomes ou nacionalidades, o vice-ministro do interior, José Mandra disse estarem indiciadas 22 pessoas, algumas das quais já presas.

Nas contas oficiais fala-se de nove sequestros confirmados desde Dezembro de 2011, contudo, dados da comunidade muçulmana falam de 15 casos.

Dois milhões de dólares são os valores médios exigidos pelos resgates que segundo algumas informações disponíveis, os raptores pedem, por vezes, que sejam depositados em contas de bancos nigerianos.

A polícia tem vindo a reclamar falta de colaboração dos familiares das vítimas para o esclarecimento dos casos, facto que levou o ministro do interior a se reunir, recentemente, com a comunidade muçulmana para pedir cooperação.

Refira-se que o caso mais recente de raptos ocorreu há menos de uma semana. A vítima era um funcionário de uma casa de câmbios, raptado por engano por ter sido confundido com o proprietário da referida casa.

A vitima do rapto foi libertada horas depois, após os raptores darem conta do erro.

XS
SM
MD
LG