Links de Acesso

Cabo-Verde: Cinco mulheres concorrem as eleições locais

  • Eugénio Teixeira

Eleições autárquicas têm lugar a 1 de Julho (Foto de arquivo)

Eleições autárquicas têm lugar a 1 de Julho (Foto de arquivo)

Número crescente de mulheres nos orgãos políticos reflectem a mudança de uma sociedade em busca da paridade

Cabo-Verde: Cinco mulheres concorrem as câmaras

No dia 1 de Julho do corrente ano, os cabo-verdianos residentes no arquipélago vão às urnas para escolher os presidentes das 22 câmaras municipais e vereadores, bem igual número de presidentes para assembleias e deputados locais.

Numa altura em que se fala da igualdade do género, os homens continuam ainda a dominar o panorama político nas ilhas do atlântico médio, notando-se contudo, maior presença de mulheres nas listas para o pleito eleitoral do próximo 1 de Julho.

Parece que as mulheres já começaram a despertar interesse pela participação na vida política activa, uma vez que nas eleições que se avinham, aumentou o número de senhoras que concorrem à liderança das Câmaras municipais, assim como para os lugares de vereadoras e deputadas municipais.

Comparativamente às autárquicas de 2008, onde três mulheres tinham entrado na corrida para a cadeira de presidente de Câmara, nos municípios de São Vicente, Paúl e Ribeira Grande de Santo Antão, nas autárquicas deste ano, 5 senhoras entraram em cena.

Na corrida estão: Filomena Martins em São Vicente, Rosa Rocha no Porto Novo, Vera Almeida em Paul e Leonesa Fortes na Ribeira Grande de Santo Antão, ambas candidatas pelas listas do PAICV e Glória Silva que concorre na Ribeira Brava de São Nicolau pelas listas do MPD.

Glória Silva que já foi deputada nacional, presidente do Instituto da Condição feminina e vereadora na câmara do municipal da Praia, fala do papel que a mulher enquanto gestora da autarquia pode desempenhar na resolução dos problemas da família.

A candidata do MPD à presidência da Câmara da Ribeira Brava considera que ainda há um longo caminho a percorrer no que tange a presença feminina na política activa, mas Glória Silva reconhece que hoje essa presença já é mais assinalável.

A campanha eleitoral nos 22 municípios está a decorrer sem sobressaltos, com a disputa mais cerrada entre os candidatos do PAICV e do MPD, os dois principais partidos políticos do arquipélago.

No quadro autárquico, o MPD governa 11 municípios, o PAICV 10 e o Grupo Independente GIMS lidera a Câmara do Sal, eleita com o apoio do Movimento para a Democracia.

XS
SM
MD
LG