Links de Acesso

Sobre a Supressão de Vistos, Pretória Diz Que Sim, Luanda Diz Que Não...

  • Alexandre Neto

Sobre a Supressão de Vistos, Pretória Diz Que Sim, Luanda Diz Que Não...

Sobre a Supressão de Vistos, Pretória Diz Que Sim, Luanda Diz Que Não...

Angola, África do Sul e Congo detêm grande potencial em recursos mas ainda por explorar

Sobre a supressão de vistos, Pretória diz que sim, Luanda diz que não...

Pouco transpirou desta mini-cimeira de chefes de Estado realizada à margem da abertura da copa de futebol.

Angola, África do Sul e Congo detêm grande potencial em recursos mas ainda por explorar, tudo condicionado em parte aos atrasos que se registam nos processos de integração regional, devido algumas resistências que prevalecem nas mentes dos Estadistas com profundo sentimento proteccionista.

Com a importância que o Congo tem para esta região, não passou despercebida a ausência de Joseph Kabila Júnior.

Desconhecem-se para já as razões que determinaram esta ausência. Nelson Pestana é de opinião que o ambiente no Congo Kinshasa tem mudado substancialmente e é cada vez menos favorável a anteriores alianças.

Numa altura em que Pretória nota com satisfação o crescendo de entradas de pessoas vindas de Luanda. Os angolanos dizem organizações abalizadas, já são os turistas que mais gastam na África do Sul.

África do Sul que muito ganha com este influxo e já diz que vai avançar na supressão unilateral de vistos em passaportes ordinários. Esta informação foi tornada pública pelo encarregado de negócios da embaixada daquele país na sua mais recente comunicação com a imprensa.

Este é um dado com o qual Eduardo dos Santos viajou nesta deslocação de 48 horas aproximadamente.

Saído da guerra faz oito anos, Luanda privilegia segundo transmite, a reconstrução nacional e a reorganização dos seus serviços, principalmente os migratórios o que tem servido de desculpa para a relação discriminada ou preferencial com certos países dos quais pontifica Portugal como porta de entrada para a Europa, a China enquanto superpotência emergente na Ásia e o Brasil na América do Sul. Tudo isto em detrimento doutras opções, comparativamente mais vantajosas.

Nelson Cosme do ministério das Relações Exteriores considera haver necessidade de criar condições técnicas para que a supressão de vistos tenha lugar e lembra que não é só a África do Sul que quer. Outros dez países já manifestaram este interesse.

Nelson Cosme, Director África – Médio - Oriente do Ministério das Relações Exteriores.

Esta é uma visão que contrasta com o desejo dos Angolanos. Ela, diz Nelson Pestana atende fundamentalmente a vontade das elites no poder que não querem ver a sã concorrência instalada no mercado.

XS
SM
MD
LG