Links de Acesso

O sistema democrático em Angola ainda carece de profundas reformas

  • Arão Ndipa

O estado angolano deve financiar apenas os partidos com maior representatividade

Sistema democrático em Angola

Analistas ouvidos pela Voz da América em Luanda consideram que o sistema democrático em Angola ainda carece de profundas reformas, para inviabilizar os interesses financeiros, por via da criação de partidos políticos.

Para o efeito recomendam que, nas próximas eleições, agendadas para o dia 31 de Agosto, o estado angolano devia financiar apenas os partidos com maior representatividade.

Para nos falar sobre o assunto, o repórter Arão Ndipa ouviu o analista Bernardino Neto e a jurista Mihaela Webba.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG