Links de Acesso

Moçambique: OTM debate 2ª feira corrupção na Segurança Social

  • William Mapote

Edifício sede do Ministério do Trabalho em Maputo

Edifício sede do Ministério do Trabalho em Maputo

Central Sindical promete aclarar os escândalos financeiros no INSS com mais de um milhão de dólares usados indevidamente

OTM debate escandalos financeiros do INSS

O Comité Executivo da OTM-Central Sindical reúne na próxima segunda-feira em sessão extraordinária para deliberar sobre os escândalos financeiros em curso no Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).

Esta decisão foi tomada nesta quinta-feira, no decurso de uma reunião extraordinária da direcção daquele comité sindical, que se diz preocupado com o que chama de “gastos supérfluos” no INSS e uso do dinheiro dos contribuintes para “gastos de mordomia”.

“Nós estamos preocupados com a forma como está a ser gasto o dinheiro dos trabalhadores. Estamos a tomar conhecimento de despesas de mordomia e gastos exagerados em materiais supérfluos e nós condenamos isso”, disse a imprensa Amélia Bibiane, membro directivo da Central Sindical da Organização dos Trabalhadores Moçambicanos.

Para a organização sindical, a maior preocupação prende-se com o facto das pensões que estão a ser pagas para os beneficiários, serem bastante baixas e apesar das exigências que estão a ser feitas, o instituto recusar rever os valores, alegando insuficiência de recursos.

Refira-se que os escândalos no INSS envolvem subfacturação para aquisição de materiais de escritório, a compra de uma casa para o Presidente do Conselho de Administração e reabilitação de uma casa para a directora geral, em valores que ascendem a um milhão e meio de dólares.

Informações oficialmente ainda não confirmadas indicam que Inocêncio Mataveel, o Presidente do Conselho de Administração do INSS submeteu um pedido de demissão do polémico cargo que ocupa.

XS
SM
MD
LG