Links de Acesso

Israel: Grupos dos Direitos Humanos protestam contra a detenção de imigrantes africanos

  • Scott Stearns

Refugiados africanos num dos centros de acolhimento erguido pelo govero israelita em Telaviv

Refugiados africanos num dos centros de acolhimento erguido pelo govero israelita em Telaviv

Mais de 60 mil imigrantes africanos chegaram ao território israelita nos últimos 7 anos

Israel detém e expulsa imigrantes africanos

As autoridades de segurança israelitas detiveram 62 imigrantes africanos nos últimos dois dias como parte de uma nova operação contra imigrantes ilegais estrangeiros.

O governo afirma que deve primeiro determinar se poderá ou não aplicar o estatuto de asilo aos referidos imigrantes.

Grupos dos direitos humanos criticaram o governo israelita pela detenção de varios imigrantes, na sua maioria sul-sudaneses.

O representante local do Human Rights Watch, Bill Van Esveld, disse que a medida indica uma tendência alarmante do governo israelita:

As detenções devem ser apenas o ultimo recurso. Na realidade, Israel tem um sistema de imigração muito desorganizado, para casos particulares. Na realidade, Israel não tem uma política de imigração quando não se trata de individuos de origem judaica…

Van Esveld nota que o governo israelita tem estado cada vez mais preocupado pelo crescente número de imigrantes, sobretudo de origem africana, que atravessam a fronteira de mais de 240 quilómetros com o Egipto.

O parlamento israelita aprovou uma lei, este ano, que permite a detenção de qualquer pessoa que entra clandestinamente no país.

O problema com essa legislação é que permite detenções indefinidas dos que buscam asilo, atravessando a fronteira entre o Egipto e Israel duma forma irregular, o que é muito ao contrário das obrigações de Israel no âmbito da Convenção Internacional Sobre os Refugiados.

XS
SM
MD
LG