Links de Acesso

Energia de Cahora Bassa vai chegar a Maputo

  • Simião Pongoane

Energia de Cahora Bassa vai chegar a Maputo

Energia de Cahora Bassa vai chegar a Maputo

Moçambique deixará de estar dependente da África do Sul

Moçambique poderá deixar de depender da poderosa vizinha África do Sul no fornecimento de energia eléctrica produzida pela barragem de Cahora Bassa, localizada na província de Tete no centro do País.

Com efeito a partir de Agosto próximo o país vai lançar a sua própria linha interna de energia eléctrica ligando Tete e Maputo.

Segundo as autoridades moçambicanas ligadas ao sector de energia, cerca de metade do dinheiro necessário para financiar a primeira fase do projecto já está assegurado e há muitos parceiros interessados em patrocinar a linha Tete-Maputo.

O facto foi revelado em primeira mão pelo Ministro da Energia, Salvaldor Namburete, e depois coroborado pelo Administrador da empresa estatal Electricidade de Moçambique, Augusto Fernando.

Segundo o Administrador Augusto Fernando, uma das grandes vantagens deste projecto, avaliado em cerca de três mil milhões de dólares norte-americanos é que o pais vai deixar de depender da linha que vem da África do Sul.

“Sim, vamos ter energia eléctrica de qualidade e poupar algum dinheiro que neste momento pagamos a África do Sul pela passagem da corrente eléctrica a partir de Tete” disse Augusto Fernando.

A energia eléctrica usada em Moçambique é gerada pela barragem de Cahora Bassa, na província central de Tete e daqui é transportada para África do Sul e depois volta para Moçambique, através da provincia de Maputo , no Sul do País, e mais tarde distribuída por algumas zonas do País.

Moçambique tem 128 distritos, mas nem todos são iluminados pela energia eléctrica de Cahora Bassa.

O governo lançou um programa de electrificação rural com apoio financeiros dos países ocidentais e das instituições multilaterais tais como Banco Africano de Desenvolvimento.

XS
SM
MD
LG