Links de Acesso

Presidente do Sudão poderá ser preso no Malawi


Presidente do Malawi, Joyce Banda

Presidente do Malawi, Joyce Banda

Um jornal do Malawi informou que as autoridades locais estão preparadas para prender o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, se ele se deslocar ao país no próximo mês de Julho para participar numa cimeira da União Africana.

Al-Bashir poderá ser preso no Malawi

Um jornal do Malawi informou que as autoridades locais estão preparadas para prender o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, se ele se deslocar ao país no próximo mês de Julho para participar numa cimeira da União Africana.

Numa entrevista ao jornal “Nation”, o secretário britânico para o Desenvolvimento Internacional, Andrew Mitchell, disse que a presidente Joyce Banda tornou claro que se al-Bashir se deslocar ao Malawi será detido.

Al-Bashir é procurado pelo Tribunal Penal Internacional por acusações de crimes de guerra, crimes contra a humanidade e actos de genocídio alegadamente cometidos na região sudanesa de Darfur.

A sua visita ao Malawi para uma cimeira regional no ano passado causou críticas internacionais de países incluindo a Grã-Bretanha e os Estados Unidos, assim como de organizações de direitos humanos tais como a Amnistia Internacional.

A decisão da senhora Banda de deter al-Bashir, de acordo com o professor da Universidade do Malawi, Mustapha Hussein, pode ajudar a melhorar a reputação de direitos humanos do país.

Um programa de desenvolvimento dos Estados Unidos congelou 350 milhões de dólares de ajuda ao Malawi no ano passado por causa do pobre registo de governação do país no tempo do falecido presidente Bingu wa Mutharika. Um comunicado da direcção do Millennium Challenge Corporation citou especificamente preocupações pela decisão de não prender Bashir.

Pelo menos duas outras nações africanas, a África do Sul e a Zâmbia prometeram prender o presidente sudanês se ele tentar visitar.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG