Links de Acesso

Moçambique: Nova unidade de processamento de gás natural

  • Paulo Oliveira

A criação de mais emprego para moçambicanos

Gás natural em Inhambane

A multinacional petrolífera sul-africana Sasol, inaugurou quarta-feira a sua nova unidade de processamento de gás natural na província de Inhambane. A nova unidade tem uma capacidade anual para produzir 183 milhões de giga joules, das quais, 27 milhões estão reservados para o mercado interno.

Com as descoberta a aumentar, aumentam também as expectativas da população e o Presidente da República, Armando Guebuza, quer que os recursos sejam explorados de forma sustentável para que tragam maiores benefícios para o país.

A criação de mais emprego para moçambicanos é um dos benefícios imediatos que se espera da exploração dos recursos nacionais.

Apesar do volume de investimentos que entram no país ser elevado, o desemprego também continua na mesma proporção e os investidores recorrem muitas vezes ao estrangeiro para buscar mão-de-obra necessária para os seus empreendimentos.

As organizações da sociedade civil continuam a questionar o impacto dos investimentos que fazem de Moçambique um país na moda.

Herculano Zualo, Secretário Executivo da organização humanismo económico, diz que o que até agora se tem visto é o enriquecimento dos ricos e empobrecimento dos pobres.

“Os agentes económicos têm mais lucros e benefícios, mas a população comum está a sentir os efeitos do aumento do custo de vida, sobretudo, produtos alimentares de primeira necessidade, em todas as regiões onde os investimentos estão a acontecer”, realçou.

XS
SM
MD
LG