Links de Acesso

EUA ponderam listar Boko Haram como organização terrorista

  • Heather Murdock

Seita radical islâmica tem as suas bases no norte da Nigéria e tem-se capitalizado através da pobreza que assola a maior parte da população da região

Seita radical islâmica tem as suas bases no norte da Nigéria e tem-se capitalizado através da pobreza que assola a maior parte da população da região

Proposta de lei já deu entrada no Congresso e deverá ser confirmada pelo Departamento do Estado

Boko Haram listada organização terrorista internacional

Alguns congressistas americanos querem que o Departamento do Estado designe a Boko Haram como organização, um procedimento formal que poderia provocar sanções imediatas contra esse grupo militante islâmico.

Os congressistas americanos afirmam que o Departamento de Justiça em Washington apoia a ideia de designação da Boko Haram como organização terrorista. Contudo alguns nigerianos dizem que uma tal medida poderá complicar os esforços de negociação do governo de Abuja de uma trégua com a seita islâmica radical. Os académicos adiantam por sua vez que a acção poderá dar mais força e radicalizar ainda mais a Boko Haram.

Até ao momento o governo americano não considera essa seita radical islâmica como uma ameaça, e por causa disso ela ainda não consta na lista de “organizações terroristas externas” do Departamento do Estado.

Na semana passada os senadores americanos introduziram uma proposta de lei que está em vias de forçar o Departamento do Estado a tomar uma tal medida, porque segundo se diz, eles pensam que a Boko Haram tem-se “tornando altamente mortífera e está forjando estreitas relações com a al-Qaida e a al-Shabab” o grupo militante na Somália.

Os senadores Scott Brown, Sxaby Chambliss e Jim Risch dizem que a Boko Haram é uma ameaça tanto para a segurança internacional como para os Estados Unidos.

O Departamento do Estado indicou estar a apreciar a questão. Na Nigéria muitos consideram que as habilidades do governo em restaurar a paz poderão ser postas em causa se o governo americano inscrever a Boko Haram na sua lista de organizações terroristas.

Abubakar Umar Kari é professor na Universidade de Abuja.

“Penso que os Estados Unidos fariam melhor tentando convencer o governo nigeriano a resolver os problemas do alastramento da pobreza no norte como o primeiro passo da solução do problema Boko Haram, em vez de encorajar a Nigéria na sua postura de intransigente.”

Académicos americanos incluindo o antigo embaixador na Nigéria John Campbell afirmam que a designação “terrorista” pelo Departamento do Estado poderá reforçar a reputação internacional da Boko Haram e assim como o orgulho dos seus membros. Pode ainda e em contrapartida acentuar as tácticas abusivas das forças de segurança nigerianas e tornar ainda mais difícil para o governo central negociar uma trégua coma a Boko Haram.

XS
SM
MD
LG