Links de Acesso

Provincia moçabicana de Manica vive quadro negro de acidentes

  • Francisco Júnior

Polícia de Chimoio em acção

Polícia de Chimoio em acção

Acidentes um problema que só se pode resolver com prevenção

Autoridades policiais alarmadas

É um quadro negro, este que se vive na província central moçambicana de Manica: só nos dois últimos anos, 619 acidentes de viação, com um total de 327 óbitos e mais de mil e duzentos feridos, dos quais cerca de 500 graves.

E, no primeiro trimestre deste ano, só nos primeiros três meses de 2012, aconteceram 63 desastres que resultaram em 35 mortos.

Chefe da PRM em Manica, Francisco de Almeida

Chefe da PRM em Manica, Francisco de Almeida

A cidade de Chimoio, capital da província, os distritos de Manica e Gondola, tudo ao longo do famoso Corredor da Beira, são os locais que registaram maior volume de sinistralidade rodoviária.

Muita mortandade. Tanta que as autoridades policiais estão alarmadas. Francisco Almeida, Comandante Provincial da Polícia da República de Moçambique em Manica.

Mas não é apenas ele. Também o Procurador-Provincial Chefe de Manica manifestou preocupação.

Estrada Nacional 6

Estrada Nacional 6

Agostinho Rututo, Procurador-Provincial Chefe de Manica, e a preocupação com o elevado número de acidentes de viação nesta província do centro de Moçambique. Acidentes sobretudo envolvendo camiões de longo curso provenientes dos países sem acesso directo ao mar, como o Zimbabwe, Malawi e Zâmbia.

Acidentes um problema que só se pode resolver com prevenção, como sublinha Francisco Almeida, Comandante Provincial da Polícia da República de Moçambique em Manica.

XS
SM
MD
LG