Links de Acesso

Motoristas queixam-se de estradas na Huíla

  • Teodoro Albano

Autoridades dizem que reconstrução já começou

Etradas na Huíla

O Instituto Nacional de Estradas de Angola diz que já se iniciaram as obras de reabilitação da estrada Acula/Quilengues cujo estado está a provocar amargas queixas dos motoristas que a usam.

Esses motoristas dos transportes de passageiros que fazem o troço Lubango/Benguela; Benguela/Luanda ou vice-versa queixam-se do mau estado das estradas em algumas zonas do interior da Huíla entre elas m o troço entre os municípios de Cacula e Quilengues de pouco mais de 50 quilómetros como o mais crítico.

Para Gil a tranquilidade na viagem começa apenas em Benguela.
“ Só está bom a partir de Chongoroi para diante e consegues andar bem até Luanda. No território da Huíla há Muita dificuldade, está tudo mal,” disse.

Para Nando que há mais de dois anos faz o mesmo percurso, o passado já foi pior. Reconhece algum esforço das autoridades na melhoria das estradas, e sustenta a sua afirmação com o menos tempo de viagem que se faz actualmente na ligação com o litoral sul.

“Antes fazia dez ou oito horas de viagem agora faz-se seis ou sete horas depende das paragens que fizemos”.

O director provincial do Instituto Nacional de Estradas Florêncio Teófilo disse que as obras de reabilitação do troço Acula/Quilengues já arrancaram pelas mãos de uma empresa subcontratada, depois de ultrapassados alguns constrangimentos.


Teófilo disse que recebeu garantias para a conclusão da obra ainda este ano;
Em curso estão também trabalhos de sinalização e conservação em alguns troços inter-provinciais e municipais, anunciou engenheiro Florêncio Teófilo.

XS
SM
MD
LG