Links de Acesso

Luanda: Activistas desaparecem depois de manifestação abortada

  • Alexandre Neto

Responsáveis do denominado “Movimento Revolucionário Unido” foram dados como desaparecidos na sequência da fracassada manifestação convocada para domingo

Luanda: Activistas desaparecem

Responsáveis do denominado “Movimento Revolucionário Unido” foram dados como desaparecidos na sequência da fracassada manifestação convocada para domingo último.

A manifestação convocada por antigos militares do ELNA, FAPLA e FALA não se concretizou em parte devido à antecipação dos agentes da polícia que ocuparam algumas das ruas.

Álvaro Kamulingue, dirigente do “Movimento Revolucionário Unido”, foi contactado pela última vez por telefone, na tarde de domingo.

Na altura ele descrevia um cenário de envolvimento por elementos que supunha estarem afectos às forças da segurança. Pouco depois desligou o telefone e não voltou a falar.

Isaías Kassule daquela organização disse á VOA que tinha procurado pelo colega nas unidades de polícia nas redondezas, mas sem sucesso.

Esta quarta-feira a VOA tentou sem sucesso contactar Isaías Kassule. Uma testemunha ocular do cerco montado por raptores no Cazenga disse á VOA que também ele era agora dado como desaparecido.

Reagindo a estas notícias,Tunga Alberto, responsável da Coordenação dos Direitos Humanos disse que precisava de apurar mais elementos antes de avançar para qualquer pronunciamento.

Já a associação “Mãos Livres” chefiada por Salvador Freire condenou os desaparecimentos e disse que o escritório que dirige aguarda uma solicitação formal por parte dos familiares das vítimas.

A VOA contactou entretanto Nestor Goubel, porta-voz do comando provincial da polícia de Luanda que atendeu a uma das nossas chamadas. Prometeu dar explicações posteriormente mas não mais conseguimos contactá-lo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG