Links de Acesso

ONUSIDA elogia o combate à SIDA em Moçambique

  • William Mapote

Jovens activistas querem envolvimento dos operadores do transportes

Prevenção e combate ao HIV e Sida

A Agência da ONU para a SIDA elogiou o Governo moçambicano pela utilização de uma linguagem nacional nas campanhas de combate à SIDA, afirmando que a moçambicanização das respostas tem produzido resultados encorajadores na luta contra a doença.

Num artigo de opinião publicado no Jornal Notícias, de Maputo, o coordenador da ONUSIDA em Moçambique, Raúl de Melo Cabral, disse ter registado com agrado a opção governamental na resposta nacional ao flagelo por contribuir para a redução de novas infeções e o aumento do acesso ao tratamento do HIV.

Entretanto, jovens activistas para a prevenção e combate ao HIV e SIDA querem envolvimento dos operadores do transportes semicolectivos de passageiros na luta contra a chamada doença do século, que afecta mais de dois milhões de pessoas em Moçambique.

Numa iniciativa da Associação Coalizão da Juventude Moçambicana, dezenas de motoristas e cobradores dos chamados chapa 100 estão a ser capacitados em matérias sobre a saúde sexual reprodutiva, por forma a integrarem a luta nacional, de reduzir os índices de contaminação e uma vida positiva, por parte dos jovens e adolescentes.

O projecto está em curso desde o passado mês de Abril e deverá continuar por tempo ainda indeterminado.

Num balanço do primeiro mês do projecto, Mafalda Muianga, oficial do campo, dentro do projecto, diz haver ainda muita resistência por parte do grupo alvo, sendo este, o grande desafio do momento.

O programa conta com o apoio da organização das nações unidas para a população, FNUAP, e espera abranger cerca de um milhar de operadores do transporte semicolectivo e, por via destes, vários outros milhares de utentes que diariamente usam este meio de transporte.

XS
SM
MD
LG