Links de Acesso

Benguela: CASA acusa autoridades de tentarem sabotar as suas actividades

  • António Capalandanda

Abel Chivukuvuku inaugura sede provincial da CASA-CE, em Benguela

Abel Chivukuvuku inaugura sede provincial da CASA-CE, em Benguela

Chivukuvuku forçado a falar a apoiantes numa sala ás escuras

Casa acusa governo

No Lobito o novo partido CASA – CE acusou as autoridades de tentarem sabotar as suas actividades na província de Benguela.

Jorge da Cruz coordenador da zona oeste da CASA-CE referiu-se especificamente a uma visita que o presidente do novo partido, Abel Chivukuvuku efectuou à província durante a qual teria havido uma tentativa de sabotar o seu encontro com eletores da zona.

Jorge da Cruz alegou que, durante a vinda Chivukuvuku à província estava prevista uma palestra no Cine Monumental, mas o governo cortou a energia e o gerador que poderia servir de fonte alternativa ficou fechado num dos compartimentos do cine e responsável das instalações desapareceu misteriosamente.

“ A sala as escuras e mesmo assim os benguelenses não recuaram, a sala tinha mais de 500 pessoas. Tivemos que recorrer a uma lanterna para que o presidente lesse as suas notas,” disse o político acrescentando que “ nas imediações do mesmo edifício colocaram uma aparelhagem de alto calibre a fazer muito barrulho, era para abafar a actividade que estava a ser realizada no Cine.”

Refira-se que Chivukuvuku tinha sido convidado pela organização Omunga para falar sobre “ o Estado da Nação” durante o espaço Quinta de Debates.

Jorge da Cruz criticou ainda a imprensa estatal que, segundo ele, tem ignorado actividade da oposição sobretudo na fase eleitoral, criando um desequilíbrio na competição politica.

“ Estamos a dois meses das eleições, ao ser assim como é que a campanha eleitoral será?” questionou da Cruz , afirmando que “ existe aqui uma atitude volátil de sabotar permanentemente a actividade política das outras forças.”
“ Exigimos que o senhor presidente da República dê solução a estes problemas e achamos nós que, chegou a hora de se despartidarizar os órgãos de comunicação social do Estado,” acrescentou.


Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG